sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Piadinha...


Quando um pai não explica corretamente.....
Joãozinho está dentro do carro do seu pai, quando avista duas prostitutas na calçada...
- Pai, quem são aquelas senhoras?
O pai meio embaraçado, responde:
- Não interessa filho... Olhe antes para esta loja... Já viu os lindos brinquedos que tem?
- Sim, sim, já vi. Mas... quem são as senhoras e o que é que estão fazendo ali paradas?
- São... são. São senhoras que vendem na rua.
- Ah, sim?! Mas vendem o quê?? - Pergunta admirado o garoto.
- Vendem.... vendem... Sei lá... vendem um pouco de prazer.
O garoto começa a refletir sobre o que o pai lhe disse, e quando chega em casa, abre a sua carteira com a intenção de ir comprar um pouco de prazer.
Estava com sorte! Podia comprar 50 euros de prazer!
No dia seguinte vai ver uma prostituta e pergunta-lhe:
- Desculpe, minha senhora, mas pode-me vender 50 euros de prazer, por favor?
A mulher fica admirada, e por momentos não sabe o que dizer, mas como a vida está difícil, ela aceita. Porém, como não poderia agir de forma 'normal' com o garotinho, leva o garoto para casa dela e prepara-lhe seis pequenas tortas bem gostosas de morango e chocolate.
Já era tarde quando o garoto chega em casa.
O seu pai, preocupado pela demora do filho, pergunta-lhe onde ele tinha estado. O garoto olha para o pai e diz:
- Fui ver uma das senhoras que nós vimos ontem, para lhe comprar um pouco de prazer!
O pai fica amarelo:
- E... e então... como é que se passou?
- Bom, as quatro primeiras não tive dificuldade em comer, a quinta levei quase uma hora e a sexta foi com muito sacrifício. Tive quase que empurrar para dentro com o dedo, mas comi mesmo assim. Ao final estava todo lambuzado, sujei o chão todo, e a senhora me convidou para voltar amanhã,mas para ser sincero ao senhor eu só tive prazer nas três primeiras , as outras só comi para mostrar que sou homem mesmo, posso ir amanhã novamente, pai?
O pai desmaiou.
hahaha.................


terça-feira, 13 de fevereiro de 2018



“Aquele que luta com monstros deve acautelar-se para não tornar-se também um monstro. Quando se olha muito tempo para um abismo, o abismo olha para você.”

(Friedrich Nietzsche)
Para Além do Bem e do Mal.


sábado, 27 de janeiro de 2018



Intimidade é quando a vida da gente relaxa 
diante de outra vida e respira macio
não há porque se defender 
o coração pode espalhar 
os seus brinquedos
cantar a música que cada instante compõe
bordar cada encontro com as linhas
do seu próprio novelo
contar as paisagens que vê
enquanto cria o caminho
andar descalço
sem medo de ferir os pés
anunciando o amor

(J.Ramalho)



quinta-feira, 25 de janeiro de 2018


" Me traz o seu sossego, atrasa o meu relógio.
 Acalma a minha pressa, Me dá sua palavra.
Sussurre em meu ouvido, Só o que me interessa..."🎶🎶

(Lenine)


quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

terça-feira, 26 de dezembro de 2017



Quando estamos fracos e vazios, o mundo parece desabar sobre nós, a tempestade é uma afronta contra o nosso estado de espírito, a escuridão não afeta somente a visão, mas vai tomando conta do peito, dilacerando a fé, e, nos remoendo aos poucos. De pouco em pouco vamos nos perdendo do que somos, as lágrimas parecem acompanhar o que nos tornamos, mas não devemos nos dar por vencidos, porque talvez essas mesmas gotas que caem pela face farão florescer o deserto que existe dentro de cada um de nós... e, quem sabe não exista mais um recomeço - uma nova chance de se ter, fazer diferente... continuar por si mesmo, esperar menos dos outros, perdoar o que feriu e seguir em frente?!


( Vitor Ávila ) 



sábado, 23 de dezembro de 2017




Amo sua capacidade de me olhar devagar... Essa capacidade tua de tocar minha alma com ternura com amor puro e verdadeiro... Que fez brotar em meu peito este mesmo amor que se alastrou por todo o território do meu ser... Preenchendo todos os espaços de minha alma. Amo essa luz que vem de ti que ilumina meu mundo... 


Amo-te com toda a essência de amar do amor. 

(Dec)